Conflito na Ucrânia: de “guerra civil” a “Guerra Fria”

Enquanto os Estados Unidos alega a defesa a soberania de Estado da Ucrânia, Rússia vai ganhando a Crimeia de “presente”.

 

No início da invasão russa ao território ucraniano, Putin alegava que seu dever era proteger a população de origem russa no território, ou seja, proteger a Crimeia.

A Crimeia é uma região autônoma da Ucrânia, com 60% da população russa. Essa região sempre foi pró-Rússia, ou seja, tudo o que Putin mais queria, alegar a defesa de uma região que quer anexar a seu país. A pergunta que ando frequentemente ouvindo é: e a União Européia? E os Estados Unidos?

Sim, vivemos em um sistema internacional em que se resume em, no máximo, 5 potências dominantes. Os Estados Unidos tentaram defender a autonomia da Ucrânia, ameaçando a Rússia com sanções economicas e políticas. Porém, o Estado Russo atropelou qualquer soberania de Estado e entrou na Crimeia com um número de soldados impressionante: 845 mil homens, 6,5 vezes o tamanho das forças armadas ucraniana.

Obama e John Kerry (secretário Americano de Estado) alegam que a Rússia só queria um pretexto para invadir a Ucrânia, e prometem sanções políticas e econômicas para a Rússia, assim como a UE e a OTAN.

Os países europeus ainda não se pronunciaram na mídia internacional sobre o ocorrido até agora. Estados tão importantes como Inglaterra e Alemanha, onde estão? A Rússia tem total controle do gasoduto da Europa do Norte, ou seja, região onde se encontra a Alemanha. Assim, os Estados europeus tem que tomar muito cuidado com sua política externa sobre esse assunto, pois, se não agradarem ao governo Russo, o gás poderá ser cortado, assim como já fizeram isso com a Ucrânia por uma semana.

            Para encerrar, o Parlamento da região da Crimeia aprova, por unanimidade, a anexação à Rússia. Com a integração aprovada, o Parlamento da Crimeia irá efetuar uma pesquisa para saber se o seu povo esta de acordo com essa política.

            Em análise a esse conflito internacional, primeiramente, a mídia internacional já não trata do conflito interno, trata de um conflito “diplomático”, por enquanto. Portanto, não temos mais notícias dos civis que estão no meio disso, das manifestações, opinião pública da Ucrânia em si, não só da Crimeia.

            Em segundo lugar, a Rússia não leva em consideração a Côrte Internacional, o Direito Internacional, não se importam se não respeitam a soberania de Estado ou se estão invadindo a propriedade privada de civis ucranianos. Eles simplesmente estão dispostos a cumprir seus objetivos e seu interesse nacional.

            Todos pensavamos que pós Guerra Fria nascera um mundo cooperativo e integrado. Economicamente, isso pode até existir, mas a partir do ponto que os interesses nacionais são colocados em cheque no sistema internacional, cada um defende o seu, sem consideração alguma com as agendas internacionais ou cooperação entre Estados. Pelo menos, isso pelo lado da Rússia que eu analiso no conflito citado acima. Então, não acredito que vivemos em um sistema internacional tão multipolarizados quanto ouvimos.

            Voltando ao conflito, nada adianta as sanções tão prometidas dos Estados Unidos ou União Européia, já sabemos o desenrolar desse conflito. A Rússia vai conseguir anexar a tão desejada Crimeia e todos vamos ignorar a política internacional russa, os crimes de guerra, a violação de direitos humanos.

            Pois estamos tratando de potências do sistema internacional, tudo vai girar de acordo de seus interesses mútuos. Não sou vidente para descrever o desenrolar da história, mas se for para pensar em algo, tudo vai acontecer como aconteceu na invasão dos Estados Unidos ao Iraque. A cabeça do ser humano globalizado de curto prazo vai esquecer de todos os fatos ocorridos. E em dois meses, vamos continuar nossas vidas normalmente. Tudo vai acabar em pizza.

 

“Olho por olho, e o mundo acabará cego” – Mahatma Gandhi

 

06/03/2014

 

Pedro Paulo Piovan

 

About these ads

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s